FIEP Brasil

Notícias

Traduzir   Contraste   A+

Avaliando 2011 e Projetando 2012

(Publicado em 28 de dezembro de 2011)

O ano de 2011, Ano dos Jogos Panamericanos, se vai e vem 2012, Ano Olímpico, sonho de Londres.

Avaliar um ano que passa no esporte é arrojado, mas as algumas coisas que foram evidentes tem que serem ditas. Não foi tão diferente dos demais anos que passaram, mas surgem sinais de melhorias , avanços tem que acontecer. 2012 está aí com todo o seu explendor e marcará no calendário Olímpico, por certo, mais uma grande Olimpíada.

A Federação Internacional de Educação Fisica – FIEP do Brasil terá o seu tradicional CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA em Fóz do Iguaçu, que chegará a sua vigéssima sétima edição e terá continuidade o seu PROJETO SEM FRONTEIRAS, em que seus profissionais de Educação Física estarão de 2 a 15 de abril no sudeste brasileiro e de 30 de maio a 10 de junho, em Lisboa, Porto (Portugal), Madri e Barcelona (Espanha) no CONGRESSO FIEP EUROPEU.

Alô amigos, todos nós estamos chegando ao final de uma jornada anual pesada, certamente. Nós, particularmente, nem passava pela nossa cabeça, em 27 de setembro fomos submetido a uma cirurgia de coração. Felizmente foi exitosa e deu-nos uma experiência incrível. Numa extensão maior nos mostrou de que devemos estar atento a prevenção, a exames periódicos, pois nós da Educação Física somos orientadores, expomos a saúde às pessoas, mas muitas vezes não nos cuidamos.

Essa é a nossa nona coluna, neste lance genial oportunizado pela FIEP do BRASIL – uma grande iniciativa – e nela nos propomos alinhar alguns momentos do esporte do ano que passa e projetar o ano que se aproxima.

Já dissemos que o mais destacado de 2011 foi a realização dos JOGOS DESPORTIVOS PANAMERICANOS em Guadalajara, no México em que o Brasil foi bem, reeditou a boa participação de 2007, quando foi no Rio e fez o maior número de medalhas em PAN fora do país. Portanto prosseguiu um planejamento e logo ali na frente teremos a OLIMPIADA DE LONDRES. Não temos dúvidas que não perderá em nada para PEQUIM (realizada em 2008). Nela vamos ver como se comportará a CHINA, que foi o bixo papão em seu país e se o Brasil terá progressos no seu quadro de medalhas.

Em termos de melhorias na gestão do esporte para o Brasil pouca coisa se pode dizer, pois no financiamento não avançou.

A Lei de Incentivo Nacional de Esporte não alcança projetos de cunho municipais, continua atendendo – como sempre dizemos – os grandes.

MEGA EVENTOS ESPORTIVOS – O Brasil vive este momento em que se traduz todo o pensamento e ações para o fenômeno FUTEBOL. A briga da FIFA com as Comissões Nacional e Estaduais do Brasil com determinações ferindo a Lei Brasileira e a preocupação com o término da infra-estrutura, principalmente a viária e de estádios. Não temos dúvidas, que isso levará até 2014, para depois sim se voltar plenamente para a OLIMPIADA RIO 2016 no Rio.

Pautamos a COPA DO MUNDO DE FUTEBOL E OLIMPÍADA, no entanto muitos outros eventos internacionais acontecerão no Brasil. Aliás é normalíssimo, quando um país tem a sede olímpica – entenda-se que a sede é da cidade e não do país, portanto RIO, mas é claro sempre está associado ao país e mesmo ninguém é bobo, sabe-se que ganhou RIO para sede, porque estava no Brasil, que vive momento de uma posição invejável no cenário nacional, em termos políticos e econômicos.

EDUCAÇÃO FÍSICA – Não poderíamos deixar de registrar também que é chegada a hora de uma tomada de posição. Os Mega Eventos atraem um mercado diversificado, no entanto, muito mais para a nossa área.

Portanto não devemos ficar parados, temos que ir à campo e nos intrometer e fazer parte de equipes de trabalho. Se for preciso entrar na política, na briga, no QI – Quem indica da GESTÃO, não nos encolhemos. De peito aberto, sejamos presentes. Se não o trem passa e nós ficamos na estação.

FOZ NOS ESPERA – Que bom já pertinho do encontro fraternal dos Profissionais de Educação Física da América, com muitos do Brasil, da Argentina, do Chile, Paraguai, Uruguai, Bolivia, Venzuela bandeando-nos para FOZ DO IGUAÇU. Lá com a estrutura preparada pelo ALMIR, nosso presidente FIEP, seu filho, menino CHRISTHIAN, sua esposa BERNADETE e seus valiosos colaboradores de sempre. Vamos para o 27º CONGRESSO. É uma marca que teve sempre a presença do nosso JOHN ANDREWS e MANOEL JOSÉ GOMES TUBINO, ex-presidente s FEIP falecidos, os quais todos nós da FIEP BRASIL tem um carinho muito especial.

Por fim PAULO ANTONELLI, do Paraná em serviços nas Minas Gerais, nos aguarde, pois temos a missão e orgulho de formarmos a dupla que apresenta a solenidade oficial de abertura do CONGRESSO, no Centro de Eventos do HOTEL INTERNACIONAL.

Portanto até FOZ. Boa leitura

Profissional de Educação Fisica, Jornalista, Santa Maria – RS,clery@via-rs.net; Delegado da FIEP-RS, Coordenador Técnico de QUILISPORT, Presidente do CAEL-SM, Secretário do CMEL, Gestor Esportivo, autor dos Livros: Esporte de Santa no Pódio e Santa Maria sob o olhar da Midia.