FIEP Brasil

FIEP Brasil

Traduzir   Contraste   A+

Gestão

Comitê Brasileiro

Membros do Comitê Brasileiro da FIEP

Presidente: Prof. ALMIR ADOLFO GRUHN (Foz do Iguaçu/PR)
Registro profissional: CREF 00001-G/PR
Delegado Nacional da FIEP no Brasil
Cel. (0xx45) 9975-1208
Site: www.fiepbrasil.org
E-mail: almirgruhn@gmail.com

Região SUL

Membro Prof. Ms. VILSON F. BAGATINI (Porto Alegre/RS)
Registro profissional: CREF 00009-G/RS
Delegado Regional da FIEP no Rio Grande do Sul e Prof. Universitário
Tele: (0xx51) 3342-0104
E-mail: vilsonbagatini@terra.com.br
Estados que compõem a Região Sul: (PR, SC e RS).

Região SUDESTE

Membro Prof. Dr. JOSÉ FERNANDES FILHO (Rio de Janeiro/RJ)
Registro profissional: CREF 00066-G/RJ
Delegado Regional da FIEP no Rio de Janeiro e Prof. Universitário
Tele: (0xx21) 8131-1070   7954-0258
E-mail: jff@ceafbr.com.br
Estados que compõem a Região SUDESTE (RJ, ES, SP e MG).

Região CENTRO-OESTE

Membro Prof. Ms.MARCELO F. MIRANDA (Campo Grande/MS)
Registro profissional: CREF 00002-G/MS
Delegado da FIEP no Mato Grosso do Sul, Prof. Universitário e Coord. de IES
Tele: (0xx67) 9922-5606
E-mail: mferreiram@terra.com.br
Estados que compõem a Região CENTRO-OESTE (MS, DF, GO, TO e MT).

Região NORTE

Membro Prof. Dr.GILMAR EDUARDO COSTA DO COUTO (Manaus/AM)
Registro profissional: CREF 000229-G/AM
Delegado da FIEP/AM – e Professor Universitário – Universidade Federal de Manaus
Tele: (0xx02) 9112-1818

E-mail: ufamesportes@yahoo.com.br
Estados que compõem a Região Norte: (RO, AM, AC, RR, AP, PA).

Região NORDESTE

Membro Prof. Ms. ROGÉRIO CASTELO B. DA SILVEIRA (Teresina/PI)
Registro profissional: CREF 00292-G/PI
Delegado Regional da FIEP no Piauí e Prof. Universitário
Tele: (0xx86) 9452-5113
E-mail: rogério@cefetpi.br / castelobrancodasilveira.rogerio@gmail.com
Estados compõem a Região NORDESTE (PI, PB, RN, CE, MA, PE, AL, BA e SE).

OBS: Conforme as portarias da FIEP:
PORTARIA FIEP DO BRASIL nº 007/2006 em Foz do Iguaçu, 14 de janeiro de 2006.
Criação do COMITÊ BRASILEIRO DA FIEP
PORTARIA FIEP DO BRASIL nº 008/2006 em Foz do Iguaçu, 15 de janeiro de 2006.
Nomear e instalar os membros do COMITÊ BRASILEIRO DA FIEP

 

AÇÃO COMITE BRASILEIRO DA FIEP

DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA ATRAVÉS DO COMITÊ BRASILEIRO 1949-1977

Depois da II Lingíada, brilhante festival internacional de ginástica, realizado em Estocolmo, em Agosto de 1949, começou o Brasil, de maneira vacilante, a se integrar na Federação Internacional de Educação Física (FIEP). No citado ano de 1960, pouco expressiva foi a colaboração nacional. Porém a partir dessa data, após a realização do I Congresso Luso-Brasileiro de Educação Física, em Lisboa, com a criação do Comitê Brasileiro, sediado no Rio de Janeiro, um grupo de professores, com firme determinação, movimentou-se em torno da idéia difundida pela FIEP, orientada para o estudo dos problemas científico da Educação Física na escola e das atividades físicas dos tempos de lazer. Agindo sem espírito de equipe alguns delegados designados iniciaram suas atividades e, progressivamente, começou a crescer o número de aderentes no país. Somente mais tarde, em 1963, foi escolhido o primeiro Delegado Geral-o Professor Alfredo Colombo.

Desde 1971, até inicio dos anos 80, mantém o Brasil, no seio da F.I.E.P., a liderança mundial quanto ao número de associados e, possivelmente, de promoções culturais organizadas ou patrocinadas e de difusão do Manifesto mundial de Educação Física, documento de alto valor pedagógico e de sentido humanista. Em algumas escolas especializadas, constitui peça básica na aprendizagem da conduta do futuro professor.

De 1971-1976, podemos estimar em cerca de 5.000 o número de pessoas recrutadas pelo Comitê Brasileiro, perfazendo uma média anual de mais de 800 associados.

Dentre as promoções, pelos resultados alcançados e vultos dos empreendimentos, cumpre destacar o II Congresso Luso-Brasileiro de Educação Física (Rio de Janeiro, 1963), II Seminário de Recreação (Rio de Janeiro, 1971), Curso de Férias (Santos, 1972), I Jornadas Internacionais de Educação Física e Desportos (Vitória, 1972), II Jornadas Internacionais de Educação Física e Desportos (Goiânia, 1973), Cursos de Educação Pedagógica (Várias cidades do Estado de São Paulo, 1974), Curso de Ginástica Olímpica (Salvador, 1974), Estágio Internacional de Educação Física e Desportos (Rio de Janeiro, 1975), III Jornadas Internacionais de Educação Física e Desportos (Volta Redonda, 1975), IV Jornadas Internacionais de Educação Física e Desportos (Campo Grande, 1976 e IV Encontro de Professores de Educação Física (Porto Alegre, 1977). Em quase todos os certames, com ou menor cooperação do DED e do CND, após a devida avaliação de aproveitamento, foram fornecidos certificados da F.I.E.P.

O Manifesto Mundial de Educação Física, cuja referência já fizemos acima, lançado em 1971, foi largamente difundido por todo o território nacional por meio de publicações impressas ou mimeografadas, inclusive inserido nas revistas “Educação” e “Brasileira de Educação Física”, ambas do MEC. Acreditamos que a totalidade dos professores especializados e alunos das escolas de educação física e desportos, dele tomaram conhecimento, conscientizando-os quanto aos valores higiênicos, morais, sociais e recreativos do exercício e recrutando-os para salvar as atividades desportivas de caráter educativo, na luta contra os abusos do desporte seletivo, sobretudo no setor profissional.

Da integração do Brasil na F.I.E.P., além dos fatos apontados, cumprimos evidenciar outros bastante positivos: presença do nosso País no campo internacional, em reuniões e através de noticiário e colaboração brasileira no Boletim; aparecimento de trabalhos brasileiros ligados as atividades da instituição; transcrição de numerosos artigos do Boletim em publicações especializadas, sobretudo na Revista Brasileira de Educação Física; convite para participação em reuniões culturais de especialistas brasileiros, sem ônus para o nosso Governo; projeção continental de nossa Pátria, para o honroso encargo da vice presidência americana da organização; vinda de professores estrangeiros de relevo para ministrar cursos e tomar contato com a realidade brasileira, inclusive dos presidentes Thulin, Leal d`Oliveira e Pierre Seurin.

Pelo visto, de maneira sintética, grande tem sido a contribuição voluntária do Comitê Brasileira da FIEP para o Progresso da Educação Física do nosso País.

(Boletim FIEP-Edição Português vol. 47 nº 1-1977)

 

REATIVADO O COMITÊ BRASILEIRO

Com o surgimento principalmente dos Congressos Internacionais de Educação Física-FIEP, desde 1986 realizados anualmente nas férias de janeiro, na cidade de Foz do Iguaçu/Paraná, sempre com a participação do Presidente Mundial, Professor John Andrews, Delegado Geral no Brasil Professor Herbert Dutra de Almeida e outros Delegados da FIEP do Brasil e do Exterior, o congresso tornou-se o ponto de encontro com os Delegados do Brasil e dos países latinos.

O coordenador Professor Almir Adolfo Gruhn, que passou desde delegado Adjunto, Regional, Delegado Geral no Brasil e Secretário Mundial, sempre tem proporcionaso oportunidades de realização das Assembléias da FIEP Mundial e da FIEP do Brasil.

No final da década de 80 e durante a década de 90 surge muitos congresso com a logomarca e o patrocínio da FIEP não só no Brasil e também nos paises latinos, tornando a Federação Internacional de Educação Física uma das destaques nas promoções de eventos, em 1992, Professor Almir Adolfo Gruhn é nomeado o novo Delegado Geral da FIEP no Brasil, assume com a responsabilidade de fazer com que a FIEP cresça em beneficio dos profissionais de educação física.

Professor Manoel José Gomes Tubino em janeiro de 1992, Presidente Mundial Professor John Andrews, nomeou Vice-Presidente da FIEP para a América Latina e Presidente do Comitê Brasileiro da FIEP, junto com Cláudio Macedo Reis e Almir A. Gruhn, foi em Foz do Iguaçu que houve o lançamento do Movimento pela Regulamentação Já, apresentado pelo Professor Jorge Steinhilber na abertura do Congresso Internacional da FIEP, Dr. Manoel José Gomes Tubino e Professor Almir Adolfo Gruhn, forma eleitos como membros do Conselho Federal de Educação Física que teve sua primeira posse em janeiro de 1999 na abertura do Congresso da FIEP.

Com o impacto e a transformação causada no meio dos profissionais de educação física e com o crescimento e das conquistas do Sistema CONFE/CREFs, lamentavelmente nota-se que as APEFs começam a extinguirem-se, a FIEP consegue manter-se com seus Delegados em todos os Estados, vários eventos e o Congresso Internacional de Foz do Iguaçu começa a voltar-se para o cunho científico, grande eventos científicos com publicações de Artigos, Pôsteres, e Temas Livres Orais.

Também possui uma Revista Virtual, além da Revista editada e publicada pela FIEP MUNDIAL, a FIEP no Brasil a cada ano surpreende a todos por novos Projetos, atualmente tem a Casa da Educação Física-FIEP como um marco a todos os Delegados, possui a TV VIRTUAL DA FIEP, e através dos Professores de Educação Física Sem Fronteiras da FIEP vem realizando viagens por vários estados, criando novas expectativas aos profissionais de Educação Física.

 

COMITÊS BRASILEIRO DA FIEP

1959 – Presidente: Sylvio José Raso-Belo Horizonte/MG
Membros: Alfredo Colombo/RJ; Antonio B. da Silva/SP; Jacintho F.Targa/RS.

1960 – Presidente: Gen. Jayr Jordão Ramos-Rio de Janeiro/RJ
Membros: Jacintho F. Targa/RS; Aloyr Queiroz de Araújo/ES.

1977 – Presidente: Olavo Amaro da Silveira-Belo Horizonte/MG
Membros: Jacintho F. Targa/RS; Antonio B. da Silva/SP; Manoel J.G. Tubino/RJ.

1985 – Presidente: Sylvio José Raso-Belo Horizonte/MG
Membros: Antonio B. da Silva/SP; Manoel José Gomes Tubino/RJ.

1992 – Presidente: Manoel José Gomes Tubino-Rio de Janeiro/RJ
Membros: Cláudio Macedo Reis/RJ e Almir Adolfo Gruhn/PR.

2006 – Presidente: Almir Adolfo Gruh n-Foz do Iguaçu/PR
Membros: Vilson Bagatini/RS; José Fernandes Filho/RJ; Marcelo F. Miranda/MS;
Célio José Borges/RO e Rogério Castelo Branco da Silveira/PI.

2013 – Presidente: Almir Adolfo Gruh n-Foz do Iguaçu/PR
Membros: Vilson Bagatini/RS; José Fernandes Filho/RJ; Marcelo F. Miranda/MS;
Gilmar Eduardo Costa do Couto/AM e Rogério Castelo Branco da Silveira/PI.

INSTALADO EM FOZ DO IGUAÇU O COMITÊ BRASILEIRO DA FIEP

Com a eleição em Janeiro de 2000, do Professor Dr. Manoel José Gomes Tubino para Presidente Mundial da FIEP, o Comitê Brasileiro ficou alguns anos com poucas atividades em funções também da retirado de seus membros.

Em 2006, por iniciativa da Delegacia Geral da FIEP no Brasil, instala novo Comitê Brasileiro da FIEP, com nova estrutura onde dividiu o Brasil em 5 regiões e em cada região tem um membro para coordenar as ações da FIEP no Brasil.

Sua sede é na Casa da Educação Física, na Rua: Belarmino de Mendonça nº 920, Esq. Rua: Santos Dumont – Centro – em Foz Iguaçu/PR. E esta assim constituído: Presidente: Almir Adolfo Gruhn – Foz do Iguaçu/PR e os Membros: Vilson Bagatini – Porto Alegre/RS; José Fernandes Filho – Rio de Janeiro/RJ; Marcelo F. Miranda – Campo Grande/MS; Célio José Borges – Porto Velho/RO; Rogério Castelo Branco da Silveira – Teresina/PI

Em 2012, durante o Congresso dos Paises de Lingua Portuguesa realizado em Belo Horizonte, coordenado pelo Prof. Dr. Claudio Augusto Boschi – Presidente do CREF6/MG, durante a passagem dos Professores Sem Fronteiras da FIEP do Brasil,  realizou-se importante Reunião do Comite Brasileiro e tambem a Reunião dos Delegados Nacionais da FIEP na América do Sul.

Em 2013  com a saida do Dr. Célio José Borges,  é eleito e toma Posse o Prof. Dr. Gilmar Eduardo da Costa Couto da UFAM  da cidade de Manaus/AM representando a Região Norte do Brasil, sempre aprovado na ASSEMBLÉIA da FIEP do Brasil.