FIEP Brasil

FIEP Brasil

Traduzir   Contraste   A+

História > Delegados Pioneiros

Prof. Jacintho Francisco Targa

Prof. Jacintho Francisco Targa

Uma vida pela FIEP

Nascido em Nova Trento, atual Flores da Cunha/RS a 20 de Agosto de 1913, filho de Arthur Antônio Targa e Benventura Lunardi Targa. Seu avô paterno era Conde italiano, que veio para o Brasil com 23 anos de idade, e, através de concurso, tornou-se o primeiro professor da escola pública de Nova Trento, em 1898.  Iniciou seus estudos na Escola Elementar de sua terra natal.

Depois, estudou na Escola Rural de São José do Ouro, voltou a estudar em Nova Trento, na escola pública da cidade, indo então estudar no Seminário Provincial de Nossa Senhora da Conceição, em São Leopoldo, o qual freqüentou por cinco anos, tendo sido aluno do Padre Reus. Após termina o curso Ginasial, foi residir em São Lourenço de Vilas Boas, distrito de Bento Gonçalves. Retornou à Nova Trento, já denominada Flores da Cunha, ingressando, em 1931, em Porto Alegre no Curso de Preparação da Brigada Militar. Foi declarada Aspirante a Oficial, em 1914. sempre promovido por merecimento, e encerrou sua carreira de Militar no posto de Coronel. Fez o curso de Preparação de Instrutores da Escola de Educação Física do Exército, concluindo-o em 1940, e, de 1958 a 1959, fez o Curso de Orientação Educacional, na Faculdade de Filosofia da PUC/RS.Fez ainda diversos cursos de atualização e aperfeiçoamento, os quais destacamos: Aperfeiçoamento em Educação Física, no Rio de Janeiro, em 1950; Aperfeiçoamento Técnico-Pedagógico,em Santos-SP, em 1951; Fundamentos e Técnicas de Recreação, em 1954, além de cursos realizados em Estocolmo (Suécia), Chimay (Bélgica), entre outros. Falava, além, do idioma pátrio, o italiano, o francês, o espanhol e o inglês, além de grandes conhecimentos de Latim e Grego. Iniciou suas atividades profissionais em 1939, como professor de Geografia Geral, no curso de Formação de Oficiais da Brigada Militar, tendo exercido inúmeras outras funções até o ano de 1958, quando foi para a reserva, como coronel, estando no comando do 2º Batalhão de Caçadores.

No magistério particular, trabalhou como professor de Educação Física, na Escola Normal Rural da Arquidiocese de Porto Alegre; no Colégio Champagnat; no Instituto Nossa Senhora das Graças; como Orientador Educacional do Colégio Rui Barbosa; e professor de Didática-Especial, na ESEF do IPA.

No magistério estadual, ingressou em 1944, designado pelo Diretor de Departamento de Educação Física da SEC/RS, para elaborar o anteprojeto do Curso de Instrutores de Educação Física Militar, na Escola de Educação Física. No ano seguinte assumiu a função de Diretor da Escola Superior de Educação Física, do DEF-SEC/RS, reassumindo a respectiva função. Em 1951.

Em 1952, tornou-se catedrático interino de Metodologia da Educação Física e do Treinamento Desportivo da ESEF, assumindo a função de Superintendente de Educação Física e Assistência Educacional da SEC, de 1955 a 1957. De 1957 a 1960, fez parte do Conselho Técnico-Administrativo da ESEF. Ao ser a ESEF incorporada a UFRGS, tornou adjunto do quadro de pessoal da Universidade, em 1970.

No ano seguinte, assumiu pela terceira vez a direção da ESEF, tendo construído a pista de atletismo e iniciado a construção da piscina térmica. Organizou, lecionou e coordenou diversos cursos, destacando-se: Metodologia da Educação Física, Revisão de Metodologia da Educação Física e Curso de Administração de Sociedades Desportivas.

Jacintho Francisco Targa foi ainda membro do Conselho de Administração do Estádio Municipal, em 1948, e diretor da Colônia de Férias Escolares, em Torres, em 1952.

Participou de inúmeros conclaves no Brasil e no Exterior, apresentando trabalhos como : A Orientação educacional e a Recreação Física nas escolas de Grau Médio. A Recreação Física nas Escolas de Educação de Adolescentes e Adultos e Código de Ética do Educador Físico-Desportivo-Recreativo.

No setor esportivo, ocupou cargos importantes como: Secretário da Federação de Caça e Tiro. Em, 1943; Diretor do departamento de Desportos da Brigada Militar, em 1943; Presidente da Federação Gaúcha de Pugilismo, de 1945 a 1948; Presidente da Comissão Desportiva da Sociedade Amigos de Tramandaí, em 1955; Sócio-fundador do Clube Farrapos, em 1943; e do Panathlon Clube de Porto Alegre, em 1975. Foi membro do Conselho Regional de Desportos do RS, de 1955 a 1957.

Foi diretor da Escola Superior de Educação Física de 45 a 54, quando a mesma pertencia a Secretaria de Educação do estado e depois de 71 a 75 quando a mesma fazia parte da já atual Universidade Federal do Rio Grande do Sul isto em Porto Alegre/RS de 1955 a 1957, exerceu o cargo de Superintendente de Educação Física no RS.

Certificado Honorífico – LING / 1951

Em 1975, participou do Congresso Internacional de Olímpia, no qual foi aprovada o Código de Ética do Educador Físico-Deportivo-Recreativo, de sua autoria. Foi professor de Metodologia da Educação e do treinamento Desportivo da ESEF de 49 a 69.

Foi professor em diversos cursos de extensão promovidos pela associação dos Especializados em Educação Física e Desporto/RS e da Superintendência da Educação Física/RS; em 1979 ministrou um curso na Colômbia para professores de diversos paises sul-americanos.

Foi um dos professore que mais participou de Congressos, Simpósios, Seminários no exterior representando a FIEP; Presidente do 4º, 5º, 6º e 7º Encontro Nacional de Professores de Educação Física de Tramandaí /RS.

No período de 52 à 54 e 71 à 73 foi presidente da Federação Brasileira de Associações de Professores de Educação Física – FBAPEF; e foi inúmeras vazes da AEEFD/RS.

Na FIEP – É conhecido mundialmente, em 1949 foi nomeado Delegado da FIEP para o Rio Grande do Sul e Região Sul do Brasil; em 1951 recebeu da Fédération Internationale de Gymnastique Ling, Certificado Honorífico, assinado pelo Presidente Thulin, em 1961 foi nomeado como Delegado Regional FIEP n o RS, de 1980 a 1991 foi vice Presidente da FIEP para a América do Sul, sendo o professor do Brasil que teve maior participação em eventos no Exterior.

Certificado do Prof. Targa que recebeu em Portugal.

Em julho de 88 no Congresso Mundial da FIEP em Porto/Portugal (o ultimo Congresso que participou) recebeu um Diploma de Prata de Honra ao mérito (In appretiation) como reconhecimento pelo trabalho feito em prol da FIEP e da Educação Física, sendo aplaudido em pé por todos os Congressistas presentes, com a presença dos seus amigos da FIEP, Jorge Diaz Otanez(Córdoba/ Argentina,  Almir Adolfo Gruhn (Foz do Iguaçu/PR-Brasil) e Herbert Dutra de Almeida (Belo Horizonte/MG – Brasil)).

Participou de vários Congressos Internacional de Educação Física da Fiep em Foz Iguaçu/PR, e foi um dos grandes incentivadores do Prof. Almir Adolfo Gruhn, sendo o responsável pela indicação do Prof. Almir para a FIEP como delegado Adjunto em Cruz Alta/RS, também foi o responsável pela indicação do Prof. Vilson Bagatini de Porto Alegre/RS para a FIEP, sendo um dos seus grandes amigos.

Lançou varias obras, entre elas o livro Teoria da Educação Físico-Desportivo-Recreativa – foi contemplando com o 2º Premio de Literatura Desportiva, organizada pelo DED/MEC.

Ultimamente, foi agraciado com diversas condecorações: em 1972 como PROFESSOR BENEMÉRITO DA EDUCAÇAO FISICA pelo DED/SEC/RS: em 1981 como GRANDE BENEMÉRTIO DA EDUCAÇAO FISICA DO BRASIL, pela Fed. Brasileira da APEFs do Brasil; em 1986 recebeu da Sociedade Brasileira de Psicologia Esportiva, um CARTAO de PRATA como reconhecimento dos brasileiros; em 1988 a FIEP homenageou com o DIPLOMA DE PRATA DE HONRA AO MÉRITO; em 1989 recebeu o CARTAO DE PRATA DA APEF/RS no 15º Encontro de Professores de Educação Física em Tramandaí/RS.

Jorge Otanez e Almir Gruhn visitam Dona Diná em Porto Alegre

Casado com DINÁ PECOITS TARGA, que veio a falecer poucos anos após o falecimento de Targa, tiveram três filhos e seis netos. Filhos: Luiz Roberto Pecoits Targa (17/02/42) é historiador e economista – formado pela UFRGS e artista plástico (gravador). Organizou e publicou em 1996, um livro coletivo: GAUCHOS X PAULISTAS – Dez escritos de historia Regional Comparada”. Integra o corpo de pesquisadores da Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul. Viveu muitos anos na Europa, Luiz Roberto atualmente reside em Porto Alegre/RS.

Vera Maria Pecoits Targa (21/12/44) é formada em Comunicações (Letras pela U.F. de Mato Grosso), empresaria, Ex-Diretora Presidente do Abrance o Taim Club de Seguros – Premio “Lideres e Vencedores” da Assembléia Legislativa do RS e FEDERASUL. Destaque Comunitário/96; três filhos: Netos do Targa: Roberto Targa Tadano (30/07/68); Toshio Luiz Tadano (22/11/70);  Patrícia Targa Tadano (17/05/74), uma família voltada ao ramos da Publicidade empresaria, Vera Maria atualmente reside em Tramandaí/RS, na Casa de praia que Targa passava suas férias e recebia seus amigos.

José Antonio Pecoits Targa (23/08/47) empresário do ramo de automóveis tem três filhos. Netos do Targa: Ana Paula Morbach Targa ( 1º/06/78; Pablo Targa (17/06/86) e Natasha Madalena Targa (20/05/90), José Antonio atualmente reside e tem seus negócios na cidade de Porto Alegre/RS.
Em uma de suas ultimas cartas de 12 de Setembro de 1990, enviadas para o Professor Almir Gruhn, seu dileto amigo, “cumprimentou  Almir, que estava conseguindo realizar seu sonho de Congresso Mundial no Brasil, aspirações velhas do antigos…”, também reclamava que “já não tenho mais confiança ao Presidente que prejudicou minha atuação de Vice Presidente e que não participaria do Congresso e desejava felicidades e sucessos aos amigos fiepianos.”

O  Prof. Jacintho Francisco Targa, faleceu no dia 12 de Abril de 1996,  o Prof. Targa, quando estava morrendo, mandou chamar os dois melhores amigos dele., segundo palavras dele e de dona Diná, sua esposa e também manifestação de sua filha. O Prof. Vilson Bagatini e o Prof. Giacomani ( ex-presidente da APEF/RS) e na companhia e nos braços de Bagatini Jacintho Targa faleceu.   A FIEP esteve representado pelo Delegado Regional Prof. Vilson Bagatini e a bandeira da FIEP cobriu o caixão durante o velório.

Rua Professor Jacintho Targa

Em 29 de Novembro de 1999, através do Vereador, professor de Educação Física e Conselheiro do CONFEF Carlos Alberto Garcia, Jacintho Francisco Targa foi homenageado pelo Município de Porto Alegre pelo projeto de Lei nº 134/99 processo nº 2711/99, sancionado pelo Prefeito sob o nº 8397 e publicado no DOPA em 1º de Dezembro de 1999, onde denomina Rua Professor Jacintho Targa um Logradouro público localizado no bairro Restinga que até o momento era conhecido com Rua B, estrada barro vermelho e na placa denominativo contém abaixo do nome os seguintes dizeres: Professor de Educação Física e Militar.

Em Julho de 2004, o prof. Vilson Bagatini atual Delegado da FIEP do RS e ex-aluno do Professor Jacintho Francisco Targa, juntamente com a sua Diretoria resolveram homenagear este grande professor e precursor como delegado da FIEP no Brasil instituindo o troféu Prof. Jacintho Francisco Targa, onde serão homenageados professores de Educação Física que se destacam no cenário gaúcho e nacional.

Diretoria da APEF/RS, com Vera Maria Pecoits Targa – filha do Prof. Targa.

Este troféu é entregue em diferentes momentos, independente do número de pessoas desde que seja merecedor desta honraria.

Em 2005 durante as comemorações dos 60 anos da APEF/RS, decide resgatar a história dos sexagenário da instituição, que foi fundada em 20 de Dezembro de 1945, por um grupo de médicos e professores de Educação Física, o Professor Jacintho Francisco Targa é homenageado como Patrono da APEF/RS, com a inauguração da Galeria de fotografias dos Ex-presidentes , na sede da APEF/RS.

Nesta oportunidade com a presença de uma das filhas, a Vera Targa e o Prof. Vilson Bagatini, atual delegado da FIEP no RS que fez a entrega do Troféu  Jacintho Francisco Targa, para a APEF/RS, no dia 1º de Setembro.

Até 2008 foram os seguintes homenageados com o Troféu Prof. Jacintho Francisco Targa: 1º) Prof. Nelson R. Raul – em Porto Alegre/RS(22/07/04) Atleta e Desportista Gaúcho; 2º)  Profª  Gizela  Saul –  em Porto Alegre/RS  (22/07/04) Atleta e Desportista Gaúcha; 3º) Profº – Clery Quinhones de Lima – em Santa Maria/RS (09/12/04) Jornalista e Delegado da FIEP/RS; 4º) Dr. Manoel José Gomes Tubino – em Foz do Iguaçu/PR  (17/01/05) Presidente Mundial da FIEP; 5º) Prof. Almir Adolfo Gruhn – em Foz do Iguaçu/PR(17/01/05) Delegado Geral da FIEP no Brasil; 6º) APEF/RS – em Porto Alegre/RS  (1º/09/05) contou com a participação da Filha Vera Maria;  7º) Profº Juan Carlos Cutrera – em Porto Alegre/RS (22/07/06) renomado professor Argentino, contou com a participação do Filho Luiz Roberto. 8º) Profº Dr. Jorge Diaz Otanez  em Foz do Iguaçu/PR,(14/01/07) durante o Jantar da FIEP com a presença do Presidente Mundial da FIEP.

Colaboração do Prof. Vilson Bagatini
Delegado Regional da FIEP/RS
CREF  000009-G/RS

Prof. Clery Quinhones e Almir Gruhn,
com o Vereador Carlos Alberto Garcia

Rua Professor Jacintho Targa

Lei de autoria do Vereador Carlos Alberto Garcia, Profissional de Educação Física, Conselheiro Federal no CONFEF, foi muito conhecido e amigo do Prof. Targa.

PROC. Nº 2711/99
PLL. Nº 134/99

LEI Nº 8397

Denomina Rua Professor Jacintho Francisco Targa um logradouro público localizado no bairro Restinga.

O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE.

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º . Fica denominado Rua Professor Jacintho Targa o logradouro público localizado no bairro Restinga, atualmente conhecido como Rua B –  Estrada Barro Vermelho.

Parágrafo único –  As placas denominativas conterão, abaixo do nome, os seguintes dizeres: Professor de Educação Física e Militar.

Art. 2º . Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, 29 de novembro 1999.

– APREGOADO PELA MESA EM 25 AGO 1999.
– PARECER FAVORÁVEL DA PROCURADORIA EM 26 AGO 1999.
– PARECER FAVORÁVEL DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA EM 21 SET 1999.
– PARECER FAVORÁVEL DA COMISSÃO DE URB. TRANSPORTES E HABITAÇÃO EM 01 OUT 1999.
– COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTES EM 21 OUT 1999.
– ENCAMINHADO PARA ORDEM DO DIA 29 OUT 1999.
– APROVADO NA SESSÃO DE 03 NOV 1999.
– SANCIONADA PELO PREFEITO SOB Nº 8397 E PUBLICADA NO DOPA DE 01 DEZ 1999.