FIEP Brasil

FIEP Brasil

Traduzir   Contraste   A+

Projetos > Divulgação de Documentos

Condutas Éticas e Orientações da FIEP

FIEP

FIEP  – Fédération Internationale d’Education Physique, foi fundada no dia 02 de julho de 1923 em Bruxelas – Bélgica. É uma organização mundial, que de mesma forma e em conjunto com outras organizações, veem a 90 anos lutando para a difusão da Educação Física.

NO BRASIL

Em 1975 em Olímpia(Grécia), o Prof. Jacintho Francisco Targa, Vice-Presidente da FIEP para América do SUL, um dos pioneiros da FIEP do Brasil apresentou nas proposta de comunicações o tema: “Ética profissional na Educação Física, Desportiva e Recreativa.” Que foi piblicado no Boletins da FIEP nº4/75 e republicado no livro dos 60 anos da FIEP Brasil, sendo este o primeiro documento da FIEP Brasil.

Em 1998 surge o Conselho Federal de Educação Física e Conselhos Regionais de Educação Física – Sistema CONFEF/CREFs, com o objetivo de defender a Sociedade e os profissionais, através da Resolução do CONFEF nº056/2003 apresenta o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física, também possui seu Guia de princípios de Conduta Ética do Estudante de Educação Física.

OBJETIVOS DA FIEP

Favorecer em todos os países do mundo, o desenvolvimento das atividades físicas, educativas, recreativas e de lazer, para a formação dos profissionais e professores de Educação Física, promovendo eventos e encontros buscando oferecer os meios para suas atualizações e aperfeiçoamento constante, contribuindo para a difusão e cooperação internacional nos domínios técnicos, pedagógicos e social de Educação Física e do Esporte, excluindo toda discussão e discriminação de ordem política, religiosa e social.

Participação e reconhecimento internacional

Na UNESCO, a FIEP é membro do Conselho Internacional de Educação Física e Ciência do Esporte (ICSSPE-CIEPSS); membro do Coitê Diretor da AIESEP. É Reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional – COI.

Reconhecimento e divulgação oferecidos pela FIEP

A sua Condecoração principal é a Cruz do Mérito Internacional FIEP da Educação Física. Possui a Revista Cientifica da FIEP, em nível Internacional, que iniciou sua publicação e circulação em 1931, sendo que até os dias atuais, é enviada a 120 países e possui como seu Diretor o prof. Almir Adolfo Gruhn(Presidente Mundial da FIEP), e Editor o Prof.Dr. José Fernandes Filho.

No Brasil, a Delegacia Geral da FIEP, realizada desde 2007 o projeto Professores de Educação Física Sem Fronteiras – Brasil, que anualmente divulga as ações da FIEP, ministram cursos e palestras no Brasil e no exterior.

Constituição oficial do órgão Diretivo da FIEP

A sua Diretoria composta por um Presidente, um Vice-Presidente, um Tesoureiro e um Secretário tendo ainda na sua composição os Vice Presidentes Regionais (um de cada Continente); e com sete Seções Internacionais. Além desses dirigentes dispõe ainda do Diretor Nacional (um em cada país) e dos Delegados Regionais Adjuntos.

Objetivo da Política de conduta Ética da FIEP

A FIEP é reconhecida em mais de 120 países que dela participam e a compõem como uma Entidade respeitadora das leis e da ética. Embora a FIEP realize eventos e disponha de participação em muitos países, deverá dispor de apenas uma diretriz para as políticas de conduta que se aplicam globalmente.

Portanto, esses padrões universais devem fornecem uma estrutura para que a condução dos procedimentos de todos os participantes, sejam eles dirigentes, profissionais e terceiros ocorram de forma correta tanto no aspecto legal como na Ética em rodos os locais onde a FIEP realize suas intervenções acadêmicas, científicas e profissionais. A FIEP é regulada por uma única diretriz , contudo, deve ser regulada por várias leis nacionais, estaduais e municipais dos diferentes locais, simultaneamente, primando pela unidade global.

Participando e contribuindo Legalmente e com Ética

A base da proposta de uma Política para que exista uma conduta legal e ética nas diferentes participações e contribuições descreve os requisitos que os dirigentes, os profissionais, os professores e terceiros que ajam em seu nome, sevam sempre respeitar, em relação a todas as leis e politicas das diferentes Sociedades dos países membros e das diferentes Associações que compõem o universo de participação construído pela FIEP.

Esta Política estabelece também algumas diretrizes para que se possa tomar decisões éticas, quando os participantes se encontrem em situações que nem a política lhe disser exatamente o que fazer.

A estrutura da proposta desta Política de conformidade legal e ética está baseada em duas políticas:
– Política de Conformidade com Leis e Normas.
– Diretrizes de Conduta Ética nos procedimentos profissionais.

Por vezes, a conduta ética exige mais do que o restrito cumprimento da lei, principalmente porque para esses tipos de Entidades e nos diferentes tipos de eventos que a FIEP desenvolve não existem leis que os regem de maneira genérica. Portanto, um dos objetivos desta Política é que os dirigentes e demais participantes possam adotar a decisão mais adequada, legal, ética e considerada correta, quando se confrontarem com certas situações conflitantes.

Assim, o que se apresenta nesta Política são conselhos que pretendem contribuir com alguma tomada segura de decisão.

Elementos Essenciais

As políticas de conduta estabelecida pela FIEP fornecem orientações para muitas situações, mas certamente esta manual não conseguirá cobrir cada um dos casos que se possa defrontar, principalmente no transcurso de muitos eventos desenvolvidos.

Nestas condições o que se indica é que as ações práticas pelos diferentes dirigentes no transcorrer dos eventos devem ser guiadas pelos valores fundamentais de honestidade e integridade absolutas. Estes valores mantém compromissos, justiça, respeito e preocupação em relação aos outros e responsabilidade pessoal.

Tomar decisões éticas inevitavelmente exige a adequada avaliação e a devida consideração para alternativas de conduta que sigam os padrões gerais e locais, como:

I – Demonstrar honestidade e integridade absolutas em todas as suas atividades e relacionamentos;

II – Respeitar e fazer respeitar a dignidade e os valores de todos os indivíduos;

III – Proporcionar condições e mesmo estimular as diferentes iniciativas individuais dos participantes;

IV – Favorecer a apresentação e oferecimento de inovações técnicas, cientificas, e sociais em uma atmosfera de flexibilidade, cooperação e confiança;

V – Procurar equacionar e evitar a ocorrência de qualquer conflito de interesse entre a vivência experiência dos participantes no desenvolvimento das ações;

VI – Independente de outros resultados esperados, promoverem a cultura, o conhecimento a socialização e a justiça, o respeito mutuo e responsabilidade ética dos envolvidos;

VII – Disponibilizar sempre espaços físicos e ambientes com total segurança global para os participantes;

VIII – Considerando o Manifesto Mundial da Educação Física – FIEP, publicada no ano 2000, que contempla a relação do esporte/atividade física com a comunicação, que haja uma difusão das ações da FIEP na Mídia Mundial;

Como praticar as atitudes legais e Éticas

É importante para todo o Gestor, Profissional e Terceiros, que a participação possam ser capazes de proceder a uma segura análise antes de adotar algumas atitudes.

I – A atitude pensada e a ser praticada, devem ser coerentes com os valores de honestidade e integridade absolutas?

II – Apesar de considerada pertinente a atitude a ser adotada suportaria uma analise mais inflexiva dos participantes.

III – Conseguirá através da atitude pensada e definida sustentar a qualidade da reputação pretendia nos procedimentos e eventos da FIEP como uma entidade ética.

Respeito aos valores Comunitários

Um dos principais valores a ser referenciado nos procedimentos da FIEP em sua administração e gerenciamento de eventos é o respeito aos dirigentes, aos participantes, ao ambiente físico e social. Como se está sempre buscando desenvolver total empenho no objetivo de desenvolvimento contínuo, através do progresso cultural, científico, de responsabilidade social e proteção ao meio-ambiente e sobre tudo a obtenção da saúde, para FIEP essa continuidade significa que se busque alcançar nos dias atuais e no futuro as necessidades dos participantes e das comunidades de profissionais e acadêmicos, e ao mesmo tempo assegurar que os recursos, sejam eles materiais, científicos e técnicos estejam disponíveis para que as diferentes gerações satisfaçam suas necessidades.

Reconhecemos que o sucesso do investimento em cultura, sociedade, educação, esporte e lazer em longo prazo origina-se nas contínuas estratégias estabelecidas nas questões de meio-ambiente, saúde e educação. Portanto, essa é uma das razões que move todo aquele que se dispõe a participar da FIEP e suas ações.

O relacionamento com Órgãos de governo

A FIEP para sua subsistência e realização de seus encontros, Congressos e demais eventos, acaba geralmente estabelecendo relacionamento e envolvimento com um ou mais órgãos governamentais. Assim, essa situação poderá ocasionar, por vezes, envolvimento com autoridades federais, estaduais, municipais ou com importantes organismos públicos razão essa que proporcionará a analise de diferentes leis e regulamentos que se aplicam nestas situações.

Antes de começar a trabalhar com esses órgãos, aqueles que exerçam as funções diretivas e gerenciais na FIEP devem ater-se a uma análise apurada sobre as consequências futuras para a FIEP decorrentes dessas relações devendo, portanto, possuir amplo conhecimento das regras e regulamentos que se aplicam ao trabalho e interação com governo e oficiais do governo.

Política referente a Atividades Políticas

Todo aquele que em nome da FIEP, exercem alguma tratativa, função ou agem em seu nome, têm de obedecer às leis e regras que se aplicam ao uso dos seus recursos, sejam eles financeiros, humanos, políticos ou de comunicação com a finalidade de atendimento a fins políticos.

Com exceção de contribuições políticas legais que forem aprovadas pela Diretoria ou Assembleia Geral, dos delegados Nacionais e regionais, e as atividades descritas abaixo, a FIEP não permite nenhuma atividade de campanha política ou político-partidárias em qualquer Reunião, Congresso, Seminário ou outros eventos por ela desenvolvidas e também não permite o uso de seus diferentes recursos inclusive computadores, telefones, e-mail, ou tempo de trabalho de funcionário para fazer campanha política, obtenção de fundos, ou atividades político-partidárias.

Fica, contudo, explicito que os Dirigentes, Profissionais e Terceiros que participem da FIEP, têm o direito de participar individualmente no processo político, e de fazer contribuições voluntárias de seu tempo fora e de seus recursos pessoais para apoiar os candidatos e partidos políticos de sua escolha.

Atividades permitidas

A diretoria e os demais órgãos gestores da FIEP podem convidar detentores de cargos públicos a falar de fprma não partidária nos diferentes eventos por ela realizados, contudo nenhum participante poderá ser obrigado a comparecer e dela participar.

(Publicada na Resolução da FIEP e no FIEP BULLETIN.)

 


 

Agradecimentos a Comissão Especial da FIEP:
Condutas Ética

1) Almir Adolfo Gruhn – Foz do Iguaçu/PR – Organizador
almirgruhn@terra.com.br;

2) Almir Diogenes Facchinatto – São Paulo/SP
fiep.sp@ig.com.br

3) Clery Quinhones de Lima – Santa Maria/RS
clery@via-rs.net

4) Humberto Barroso da Fonseca- Fortaleza/CE
Humberto@humbertofitness.com

5) João Batista Ferreira Corrêa – São Luiz/MA
JB.8@hotmail.com

6) Leonor M. e S. Palha dias de Araújo – Teresina/PI
leonorpalhadias@hotmail.com

7) Mirta Brazeiro – Montecideo/Uruguay
mbrazeiro@fiepuruguay.org

8) Paulo Ernesto Antonelli – Ouro Preto/MG
erpantelli@bol.com.br

9) Raul Lorda – Porto Alegre/RS
rlorda@adinet.com.uy

10) Rodolfo Buenaventura – Buenos Aires/Argentina
rubuenave@arnet.com.ar

11) Sidirley de Jesus Barreto – Blumenau/SC
sidbarreto@ibest.com.br

Convidado Especial:

Nossos sinceros agradecimentos pela sua contribuição Prof. Dr. João Batista Andreotti Gomes Tojal – Campinas/SP jbtojal@terra.com.br

 

Documentos sugeridos:

– Ética profissional na Educação Física, Desportiva e Recreativa – 1975
Apresentado no congresso da FIEP em Olímpia (Grécia) – Prof. Jacinto Francisco Targa, Vice Presidente da FIEP para América do Sul.

– Código de Ética dos Profissionais da Educação Física – 2003
Conselho Federal de Educação Física e Conselhos Regionais de Educação Física – Sistema CONFEF/CREFs

– Guia de Princípios de Conduta Ética do Estudante de Educação Física – 2005
Coselho Federal de Educação Física e Conselhos Regionais de Educação Física – Sistema CONFEF/CREFs

– Código de Ética y deontologia de los membros FIEP – 2009
FEDERACION INTERNACIONAL DE LA EDUCACION FISICA – FIEP ARGENTINA

– FIEP BULLETIN – vol. 80 nº1 Ano 2010/2011
Edição Especial “A ÉTICA E AS PROFISSÕES”

 

Resumos:

CONDUTAS ÉTICAS E ORIENTAÇÕES DA FIEP

A FIEP é reconhecida em mais de 120 países que dela participam e a compõem como uma Entidade respeitadora das leis e da ética. Embora a FIEP realize eventos e disponha de participação em muitos países, deverá dispor de apenas uma diretriz para as políticas de conduta que se aplicam globalmente.

Portanto, esses padrões universais devem fornecem uma estrutura para que a condução dos procedimentos de todos os participantes, sejam eles dirigentes, profissionais e terceiros ocorram de forma correta tanto no aspecto legal como na Ética em rodos os locais onde a FIEP realize suas intervenções acadêmicas, científicas e profissionais. A FIEP é regulada por uma única diretriz , contudo, deve ser regulada por várias leis nacionais, estaduais e municipais dos diferentes locais, simultaneamente, primando pela unidade global.

Apresentamos este documento para as comemorações dos 90 anos da FIEP Mundial.

Palavras-Chave: Condutas Éticas – Orientações – Ética

 

ETHICAL CONDUCT AND GUIDELINES FIEP

FIEP is known by over 120 member countries, which form this entity that respects laws and ethics. Although they make events and have participation in many countries, FIEP shall have a single guideline for their conduct policy to be applied globally.

Therefore, such universal standards must provide a framework so their procedures can be followed (by all participants, be them managers, professionals or third parties) in a correct manner regarding both law and ethics wherever FIEP makes their academic, scientific and professional interventions. FIEP is ruler by a single guideline, however, they must also obey several national, state and municipal laws form each country, simultaneously, ranking first the global unit.

 

CONDUITES ÉTHIQUES ET ORIENTATIONS DE LA FIEP

La FIEP est reconnue dans plus de 120 pays, lesquels la composent comme une seule entité respectueuse des lois et de l’étthique. En dépit d’organiser des événements et d’être présente en plusieurs pays, la FIEP doit avoir une seule directive pour les politiques de conduit apliquées globalement.

Par consequent, ces norms universelles doivent fournir une structure pour que les procedures de tous les participants, soit-ils des dirigeants, professionnels ou d’autres, se déroulent de manière correcte en ce qui concerne tant l’aspect legal que l’aspect éthique, partout où la FIEP realize ses interventions académiques, scientifiques et professionnels. La FIEP est réglementée par une seule directive, pourtant, elle doit être également réglementée par les différentes lois nacionales, des átats et des municipalités, em essayant d’avoir une unité gloable.

Ce document est presente dans le cadre des célébrations de 90 ans de la FIEP mondiale.

Most clés: Conduites Éthiques; Orientations; Éthique.

 

CONDUCTAS ÉTICAS Y ORIENTACIONES DE LA FIEP

La FIEP está reconocida en más de 120 países que em ella participan y la componen como um Ente respetuoso de las leyes y de la ética. Aunque la FIEP realicce eventos y disponga de participación em muchos países, deberá disponer solamente de um directriz para la políticas de conduta que se aplican globalmente.

Consecuentemente, esos padrones universales deben proveer uma estrutura para que la confucción de los precedimientos de todos los participantes(dirigente, profesionales y otras personas) acontezca de manera correcta, tanto em el aspecto legal cuanto em el aspecto legal cuanto em el de la ética, em todos los locales donde la FIEP realiza sus intervenciones académicas, científicas y profesionales. La FIEP está regulamentada por uma única directriz, entre tanto, debe ser regulada por varias leyes nacionales, estatales y municipales de los diferentes locales, simultaneamente, buscando la unidad global.

Presentamos este documento para las conmemoraciones de los 90 años de la FIEP Mundial.

Palabras-Llave: Conductas Éticas – Orientaciones – Ética.